domingo, 28 de fevereiro de 2010

TOP 10 - AS MELHORES MÚSICAS DO ROCK NACIONAL - ANOS 80/90

Vejam bem; eu não estou aqui julgando músicas boas, simplesmente. Eu estou elegendo as melhores das melhores. As 10 maiores obras de arte do Rock Nacional.

Irei usar como critério a letra, a música como ela é tocada (melodia e instrumentalização), a junção e o encaixe das duas coisas. Digo o encaixe letra/melodia porque existem músicas com uma melodia maravilhosa, mas a letra não é tão boa assim. E vice - versa.
Vamos lá:

10º LUGAR - GITA (Raul seixas / Paulo Coelho)

Já começei o post fazendo merda. Essa música é dos anos 70, não dos anos 80/90. Mas ela não poderia ficar de fora. A letra dela fala de Deus. Mais precisamente, fala de Deus conversando com o ser Humano O Homem, sempre repleto de medos, dúvidas, aspirações e incertezas. E sempre cobrando uma resposta diretas de Deus para os problemas que nos afligem. Então, essa música é como se fosse Deus respondendo ao homem.

"Às vezes você me pergunta
Por que é que eu sou tão calado
Não falo de amor quase nada
Nem fico sorrindo ao teu lado..."

"Você me tem todo dia
Mas não sabe se é bom ou ruim
Mas saiba que eu estou em você
Mas você não está em mim..."

GENIAL!!! O Raul era foda!
Além da letra, o clima e a instrumentalização da música têm tudo a ver com a letra e o tema.

9º LUGAR - FAZ PARTE DO MEU SHOW (Cazuza)

Cazuza, já bem baqueado por causa da AIDS, tocando Bossa Nova. Perfeito. A melodia dessa música é única. Arranjos perfeitos, voz perfeitamente equilibrada. E TINHA que ser o Cazuza a cantar essa música. Só ele. A voz dele é perfeita pra melodia e pro tema da letra. E a letra também é muito boa. Ele fala de amor de uma forma bem trivial e, ao mesmo tempo, poética e profunda. Uma junção perfeita.

8º LUGAR - FAROESTE CABOCLO (Renato Russo - Legião Urbana)

Imagine. Tente fazer uma música de 10 minutos que aborda a história de um cara pobre (classe baixa), negro, que cresce em uma sociedade desigual e, no final, vira um santo. Parece fácil, né? Agora tente encaixar uma letra de três páginas abordando isso tudo, amarrando a história toda, desde a infância do cara até o clímax, com a morte do personagem e a redenção de todos (algo que nos remete a Jesus Cristo). Agora ponha tudo isso em uma melodia de mais de 10 minutos de música, onde a música vai virando, pára, vai virando, ganha ritmo, faz a emoção de quem a acompanha aumentar e chega ao final fazendo quem a ouve ficar realmente emocionado.

Cara, o Renato era uma bicha meio nojenta. O Cazuza era mais, é verdade, mas todo viado que faz sucesso é meio chato. Mas tente ouvir essa música um dia desses, sozinho(a), prestando bem atenção em cada detalhe. Aí você vai ver a genialidade o cara. E olha que ele fez essa música com menos de vinte anos de idade. Com vinte anos de idade, eu JAMAIS faria algo assim tão bom. NUNCA!!! Até hoje, aliás.

7º LUGAR - DOWN EM MIM (Cazuza)

Essa música é a fossa. A fossa total. O Cazuza tava morrendo, e ele sabia disso. É o cara que tá na fossa mesmo. Imagina. E só quem já esteve tão na fossa quanto ele é que pode ser capaz de ver o quanto essa música é uma obra prima do rock nacional. E não é simplesmente estar triste, não. É estar na fossa mesmo. Acabado. Perto de se matar; perto de morrer por dentro. Porque só quem já esteve tão fudido assim, tão no fundo do poço, é que consegue ouvir essa música e é capaz de sentir a profundidade do que ela passa. E, por isso mesmo, eu sei muito bem do que se fala aqui.

É um Rock com levada blues. E o Cazuza canta com a voz rasgada, arrastada. Como se estivesse de ressaca. As guitarras te arrastam pra fossa. E arrastam muito bem. A voz do Agenor também. E a letra então...

"E as paredes do meu quarto vão assistir comigo
À versão nova de uma velha história
E quando o sol vier socar minha cara
Com certeza você já foi embora
Eu ando tão down..."

Poucas músicas conseguem te levar a sentir o que ela quer passar com tanta genialidade. Essa é uma delas.

6º LUGAR - BUSCA VIDA (Herbert Viana - Paralamas do Sucesso)

Música de 1996, do CD Nove Luas. É uma música que contrapõe materialidade e sentimento. E a melodia dela é perfeita pra isso. Prefeita mesmo. Até a voz do Herbert (que é meio desafinado) tá perfeita aqui. As guitarras, o baixo, o coro de vozes... tudo perfeito. Na minha opinião, a melhor música dos Paralamas (juntando tudo, letra, arranjos... e de um ponto de vista crítico).

5º LUGAR - QUASE UM SEGUNDO (Paralamas do Sucesso - Versão do Cazuza)

Essa música é de 1981, do primeiro disco do Paralams, eu acho (me corrijam nos comentários se eu estiver errado). A música, do Herbert Viana, por si só, já era boa. Tinha uma letra excepcional. Aí o Cazuza resolveu regravar. E aloprou. Com uma voz perfeita pro clima da letra, ele colocou arranjos de guitarras que retetem ao jazz e ao blues. E a guitarra é maravilhosamente bem tocada, acompanhada de um piano. E ficou perfeito. Todo o clima da mísica ficou perfeito com a letra. Nota 10.

4º LUGAR - EU QUE NÃO AMO VOCÊ (Humberto Gessinger - Engenheiros do Hawaii)

Música de 1999, do CD Tchau Radar! Quando o Humberto Gessinger ainda tinha alguma coisa pra dar. Saca só uma parte da letra:

"Eu que não fumo, queria um cigarro
Eu que não amo você
Envelheci dez anos ou mais
Nesse último mês
Eu que não bebo, pedi um conhaque
Pra enfrentar o inverno
Que entra pela porta
Que você deixou aberta ao sair..."

Primeiro, eu achava que era uma letrinha bem literal. Nada de muito profundo. Aí então, um dia, veio a Luz. É uma letra irônica!!!
É como se o cara estivesse falando: "Tá vendo só? Eu, que não te amava, foi quem ficou fudido no final. E foi você quem foi embora." É a história de alguém que vivia cobrando amor do cara mas, no final das contas, quem foi embora não foi ele. Foi a outra pessoa. No final das contas, foi fácil pra ELA ir embora, e quem quem ficou na fossa foi ele. Deu pra entender? É uma letra dúbia. Se for ouvir de uma forma literal, você passa batido.

E é também extremamente bem tocada e cantada. A Voz, a guitarra, o baixo... tudo perfeito. Principalmente o acompanhamento dos teclados, feitos pelo Lúcio Dorfman, um tecladista novato na poir formação que os Engenheiros tiveram.

3º LUGAR - REFRÃO DE BOLERO (Humberto Gessinger - Engenheiros do Hawaii)

A música é de 1986, do segundo disco dos engenheiros. O melhor disco deles, aliás. essa música só fez sucesso nas rádios quatro anos depois, em 1990, quando os engenheiros estouraram no Brasil inteiro com O Papa é Pop. A versão de estúdio, original, é a única que presta. Esqueça o resto.

A letra fala de um cara que se apaixona por alguém que não vale a pena. E ele sabe disso mas mesmo assim, não consegue deixar de amá-la. E ele continua nessa dependência. É quase um vício. E ele é sincero como não se pode ser. E o cara vive na fossa por isso, mas não consegue largar o vício. E se revolta com isso, mas não consegue parar. Isso acontece, às vezes, na vida real. E, se o cara não tiver muita força de vontade, acaba derrotado (ou viciado, dependente), como acontece aqui.
A voz do Humberto está perfeita aqui. Mas o melhor dessa música são as guitarras. O Augusto Licks, que pra mim é o melhor guitarrista de todos os tempos do Rock Nacional, faz miséria nessa música. A guitarra começa bem arrastada, bem de fundo. Quase como um efeito de microfonia. Quase uma ambientação de um bar. Um bar não; um puteiro na Argentina. Que toca bolero, é lógico. A mísica vai assim por um bom tempo. Guitarra arrastada ao fundo. Microfonia. Ecos. E, no fim, a guitarra explode e o que se vê é, simplesmente, o melhor solo de guitarra de todos os tempos em uma música de rock nacional.

Genial.

2º LUGAR - ÍNDIOS (Renato Russo - Legião Urbana)

Lá pelos idos de 1986 o Renato Russo, com seus vinte anos de idade, entrou no seu quarto, passou dois dias trancado, e, ao sair de lá, com os pulsos cortados e sangrando, ele havia concebido essa obra-prima do Rock Nacional. Faz parte do segundo disco da Legião. E o Renato já mostrava uma genialidade e maturidade musical surpreendente.
A letra fala da perda da inocência. A perda da inocência pra amar, diante de um mundo tão frio.
A voz do Renato, sem comentários. Pode reparar que ele, em toda a sua carreira musical não desafina e nem perde o tom da música. E ela também é muito bem acompanhada. E olha que a Legião mal tinha saído da garagem.

1º LUGAR - CAMILA, CAMILA (Thedy corrêa - Nenhum de Nós)

Música do primeiro disco, de 1987, dessa banda gaúcha que, pra mim, deveria ter tocado muito mais nas rádios do país.
A letra fala de uma mulher que foi violentada. E o pior, foi violentada por alguém muito próximo, e que ela amava.
A Música passa, de forma magistral, toda a vergonha, a revolta... E o Thedy Corrêa (vocalista do nenhum) grita, e dá vontade de chorar. Dá até pra se imaginar na situação. A Angústia; a dor; a revolta; a humilhação...

União perfeita de sentimentos, letra e música.

Uma verdadeira obra de arte.


MUITO BEM; ESSA FOI A MINHA LISTA DAS MELHORES MÚSICAS DO ROCK NACIONAL ANOS 80/90. E, SE VOCÊ NÃO CONHECE PELO MENOS A METADE DESSAS MÚSICAS, ENTÃO PÁRA DE SER UM(A) INÚTIL, DESLIGA UM POUCO A TELEVISÃO, PÁRA DE OUVIR IMUNDÍCIES TIPO FRESNO E NX ZERO E VÁ ATRÁS DE MÚSICAS REALMENTE BOAS. ESSAS SIM SÃO MÚSICAS QUE NOS MOSTRAM O QUE É O ROCK DE VERDADE.

Ah; e se você gosta de forró, Funk, Axé e Tecno Brega, por favor, saia do meu Blog agoira mesmo. Eu disse AGORA, porra!!!

19 comentários:

  1. Aqui já mostra que tu não sabe porra nenhuma de música... Pq tu vai elogiar e fala a mesma coisa, tipo: "Arranjo perfeito, melodia perfeita... Tudo é perfeito"

    Com um blog desse, tu não chegaria, e nem chegará aos pés da genialidade da "Bicha Louca" chamada Renato Russo... Vem cá véio... Tu come bosta ou o que? Como falas assim de Renato Russo... Qual maconha tu ta fumando? Me diz?

    Essa tua lista de música é mais parada do que o Rubinho... Puta que pariu, que porra é essa... Um bando de música de baitola... Onde tu tava com a cabeça pra postar essa inutilidade aqui hein... Ta certo que forró, funk, axé e brega, são uma merda, mas esse teu "Top 10"... Até a rádio de Ourém faz um melhor... Putz...

    E eu ainda perco meu tempo entrando aqui... Pode?

    ResponderExcluir
  2. Gostei da Materia foia Boa sim!
    Renato Russo é Bicha Loca
    Casusa é Bixa Loca e o Carlos Augusto Matos Tambem!

    ResponderExcluir
  3. nada a vê !!!!!!!! ainda por cima é otário de falar de gostos diferentes *





    *idiota kkkkkkkkk ri muito , normal quando vejo coisas idiotas como essa kkkkkkkkkkkkkkkk...


    deve ser baitola shuashuashuas

    ResponderExcluir
  4. ekkkkkkkkkkkkaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa so musica ruim

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ruim sao esses lixos q tocam atualmente seu merda

      Excluir
    2. Antes de posta uma lista dessa vai pesquisa, serio, vc ta pagando de poser e tem muita gente que nao admiti, entao pra nao ficar feio pra vc toma vergonha e vai pesquisar que acho que ate o wikipedia é mais certo que voce

      Excluir
  5. brincadeira mais na verdade vcs nao sabe porra nenhuma ne animais esquisitos

    ResponderExcluir
  6. ótimo escritor o desse blog. se eu tivesse uma revista especializada em música eu o contratava. sabe tudo do rock nacional. sabe muito de música. deve ser maestro.

    véio. na boa. enfia a cabeça no vaso e morre afogado na bosta. e se vc acha quem gosta de outro estilo de música inútil. vc é mais ainda. só quer aparecer. é uma ousadia sua falar de rock seu babaca

    ResponderExcluir
  7. o cara fala muita merda,mas quem gosta de rock tem que concorda que essas musicas sao obras primas,bem melhores que as merdas feitas por nx zero e fresno!!!

    ResponderExcluir
  8. É.... eu curto Rock do "bicha louca" do Renato...
    Mas a bichona era podre de rica e movimentou uma nação... colocou 100.000 pessoas num estádio pra ver a banda tocar...
    Luciano e Ronaldo, Tiago e Franzinho, Emo Music ou o escambal fazem isso????
    Pois é meus queridos, os baitolas dos anos 80 fizeram o melhor rock de todos os tempos aqui nesse país e HOJE servem de referencia para outras bandas!
    E pode reclamar ou espernear o que seja... o resultado vai ser o mesmo!

    ResponderExcluir
  9. Muitos criticam,mas cada um tem seu gosta, não é nada respeitoso xingar aqui o autor apresentou o seu ponto de vista, se quer criticar, critique de forma inteligente.

    ResponderExcluir
  10. Tirando a parte do Renato Russo ser uma bicha louca e de nunca desafinar eu curti o seu ponto de vista,Aprovado.

    ResponderExcluir
  11. 1°-Sociedade Alternativa - Raul Seixas

    ResponderExcluir
  12. Humberto Gessinger filósofo dos pampas não desce não amigão, chato pra caray!

    ResponderExcluir
  13. mt bom Renato Russo e Paralamas do sucesso amoooo demaiissss

    bjoquiinhas parabéns deveria ter de amor nao correspondido tbm '

    ResponderExcluir
  14. O MUNDO DO ROCK NACIONAL É IMENSO, COMO UM TOP DAS 10 MELHORES MUSICAS É FEITA APENAS COM MUSICA DE MIDIA, COM RESSALVA PARA RAUL. AONDE VC ESTAVA QUE NÃO OUVIU CAMISA DE VÊNUS, GAROTOS PODRES, IRA!, TITÃS E OUTRAS BANDAS MAGNIFICAS. QUEM GOSTA DE MELODIA É SERTANEJO. NENHUM DE NÓS É BRINCADEIRA.

    ResponderExcluir
  15. por que pois gita que é anos 70 ela não é nem a melhor do raul se fosse colocar alguma fora dos anos 80 e 90 pelo menos colocasse um panis et circenses dos mutantes aquela música é muito foda pra ficar fora da lista

    ResponderExcluir